Visitas

Rodas
Mas não paras
Nesta minha cadeira
Aleijado de teu afago

Nenhum comentário:

Postar um comentário