Visitas

Foi-se a época da poesia
Já podes parar de amanhecer

Nenhum comentário:

Postar um comentário