Visitas

Hei de sentir teu sangue
A escorrer quente e arrependido
Pelos cacos que te cortarão os pulsos
São as lascas agudas
De quando me partiste

Nenhum comentário:

Postar um comentário