Visitas

O meu martírio
É o exílio
Das tuas pernas
Repatria-me!
Não quero morar noutros seios

Nenhum comentário:

Postar um comentário