Visitas

O gosto do meu café tem seu cheiro
O banho do corpo alheio
Não embaça o blindex
Não transborda a banheira
Não me encanta a espuma

As pernas por que me atrevo
Não tem a extensão infinita
Nem tem o recanto macio
Os seios d'outra geografia
Tem cores difusas ess'outro horizonte

Beijo rostos sem face
Relógio sem horas
A cama tornou-se aquarela
De amores escorridos
Sob teu óleo sobre linho

Nenhum comentário:

Postar um comentário