Visitas

Nenhum beijo roubado
Que tenha por tua boca escapado
Sairá impune sem dó nem pena
Do cárcere meu coração

Nenhum tímido carinho
Que tenha arrepiado tua pele
Ficará imune ao castigo
De ter ousado o toque proibido

Meu peito é a prisão
E a solitária
Onde encerro todo o sentimento
Culpado de te amar

Ainda que inocentes...

Nenhum comentário:

Postar um comentário