Visitas

Caminha comigo de mãos dadas
É o sol que se ilumina
Da tua paixão alegre
Do meu sossegado amor

Abraça-me e não me soltes
Não, solta, quero ver-te o rosto
Mas não te posso sem os abraços
Beija-me então: abraço e olhares

Vem, diz qualquer coisa,
Só te quero ouvir
Desenha-me com a tua voz
E eu te construo com o meu olhar

O vazio em mim tinha a tua forma
A música que nunca tocou tinha as tuas notas
O livro que nunca li falava de ti
O quadro que não pintei eram as tuas cores

Tudo já está para trás,
Toda a história é inútil
Toda recordação é um erro
Agora que estás aqui

Ser feliz nunca fui
Nem sonhava possível
Ah, se fosse verdade
Que você me pudesse existir...

Nenhum comentário:

Postar um comentário