Visitas

Luazul

Se eu pudesse escolher o dia
— nem todos têm essa sorte —
Da minha própria e tão minha morte
Teria escolhido à noite
Noturna de lua cheia
Fantasiada de lua azul
Azul pra fingir que é dia
A noite de minha morte

Nessa noite de dia fingida
Essa lua de sol tingida
Egoísta só dela teria
Olhares e amares por terra e mar
E eu mesmo 'inda que morto podia
Fingir que era por causa do céu
Azul de lua amarela
Que sozinho fiquei à espera
Da pá de cal do coveiro

Se eu pudesse escolher o dia...
Será mesmo questão de sorte?

Nenhum comentário:

Postar um comentário