Visitas

Mal chegas — e eu com sono ainda
Me perguntas: teu café?
Quero-o eu com leite
Quente
À boca 'inda insossa
Com gosto de amor de ontem

Te petisco, te fatio
Te besunto de manteiga
Bandeja à cama
Burlesco desjejum de pele
Meio ao sono
Meio à vigília
É pão isto que mordo?
Não tens nenhum puder
Em oferecer-me o iogurte
Nem o creme

São morangos os lábios
Que me engolem o nariz?
Passa o guardanapo
Vermelho rendado
Com gosto de sal
E me limpa desse te gozo
Com o que me empanturrei

Agora fica e dormita a meu lado
Pode ser que eu queira
A colação antes do prato
Quente no almoço a ser servido
Carne impura, profana e má
No espeto
E mal passada

Nenhum comentário:

Postar um comentário