Visitas

Vem, corre
Que se perde o tempo
De sermos felizes

Vais, morres...
Que demais fui lento
Com as meretrizes

Agora o relógio pia
E a coruja marca
O tempo de anoitecer

E na manhã seguinte
Novamente
Te perder

Nenhum comentário:

Postar um comentário