Visitas

Gueixa
Deixa que as madeixas
Se percorram
Com a mais sem vergonha
Das modorras
E risonha
Ilumina o fundo da minha masmorra
Mas não morra
Nunca morra

Gueixa
Deixa que o suor
Vire riacho
Como as gotas
Da chuva - temporal
Acariciam o cacho
De uva - sazonal

Gueixa
Uma só tímida queixa
Que não mexas
Nunca mais
Em nada mais
Que de menor te faça

E em embaça, embaraça
E me beija
Em shhhhhhhhhhhh... lêncio

Nenhum comentário:

Postar um comentário