Visitas

Bruxa de branco
Etérea na tumba
Percorre alamedas
Do meu cemitério
De sonhos

Bruxa de branco
Que teu mal sucumba
Encontra veredas
Em cantos, refúgios
Medonhos

Bruxa de branco
Feitiço, quizumba
Vai-te às labaredas
O amor é o critério
Suponho...

Nenhum comentário:

Postar um comentário