Visitas

Vem comigo e cata o vento
Que me trouxe a tempo o alento
De novos ares e amares
E inflou as velas, ah, há mares

Roda o moinho e faz farinha
Do novelo que não dá mais linha
Que já deu à pipa, papagaio de papel
O mais azul do mais alto céu

Manda a chuva embora agora
E gira, Sol, em torno dela
Quem sabe a luz da aurora
Não a traz de volta da capela

Nenhum comentário:

Postar um comentário