Visitas

Houve um sol, um só
E então te nublaste
De roupas e flores
E as nuvens ficaram pra sempre
Por mais que eu as tenha chovido

Na terra molhada
De chuva chorada
Aguarda-me um beijo
De lama e de charco
De roupas rasgadas
De flores e odores podres
Sem cor

Ouve, um sol!
Chilreia um rouxinol
Na chuva

Um corpo


Nenhum comentário:

Postar um comentário