Visitas

Vê, a maré sobe depressa
Vai encobrindo a praia
Cada onde me alcança mais
É chegado o fim do pária
A estrela do mar me confessa
A estrela do céu, não mais...

O tempo e a ilha ficam menores
Fecha-se o cerco d'água
Recuo colina acima
É ela que se aproxima...
Nunca vieram os dias melhores
Sempre comigo a mágoa

Sobra a terra sob meus pés
Não a terei sobre mim, ao invés
O mar que salguei de chorar
Por mim que não soube amar

A ostra enfim
Volta pro fundo do mar...



Nenhum comentário:

Postar um comentário