Visitas

Me diz teu nome
Fome
De quê?
Você!
Não sou tua carne
Encarne
E nem teu pão
Paixão
Me sirva à taça
Faça
Teu vinho tinto
Absinto
Tão sedenta...
Me arrebenta
E bebe!
Me condimenta
E come!
Me alimenta
E cede
Ao sono
Eterno...


Nenhum comentário:

Postar um comentário