Visitas

Sonhaste-me nua
Suplicaste-me tua
Vim, o que te assusta?
A vassoura ou gato preto
No colo que queres?
Sabias-me bruxa
Agora te arrasto
Vais amar-me em Salem
E gozar no Sabá
Da minha cama pagã

Mas se me quiseres queimar
Queima de amor
Em tua estaca viril
Porém te advirto
As bruxas não morrem
Elas vêm, elas vão
Ninguém sabe
Feitiço

Vem, não te afastes
Do beijo
Envenenado
Da bruxa


Nenhum comentário:

Postar um comentário