Visitas

Eu queria tanto que ficasses...
Deixo-me nos teus sonhos
Não é o bastante, os sonhos fogem
Mas não eu, sempre retorno

O que te fiz para perder-te?
Nada, só despertaste
Foi o sol com aquela luz
Nunca fechas a cortina
É o medo de perder a lua

E se tu ficasses hoje?
Durante o dia? Não poderia...
Faço-me cair no sono
Tem que ser inesperado
Como a página seguinte
Do livro que te deixa
Sonhoso, hipnotizado
E mal acostumado
A ver-me
Por entrelinhas

Então dormirei para sempre
Não, porque te arrependes!
Se é no sono que te beijo...
No sono que sempre acaba
E no sono em que se sonha
Com o que se ama eternamente?
Neste não sou eu
Mas uma outra
Que te rouba
A alma

Nenhum comentário:

Postar um comentário