Visitas

Então decidi conversar
E escolhi o silêncio
Das ondas do mar

Em sua língua d'água
Que só a alma sabe falar
Quem sabe aprendesse a amar...

Sentei-me nas pedras
Da praia deserta
Nem ave, nem peixe ou estrela do mar

Entendeu o mar minha tristeza
E com toda a força da correnteza
Lançou-me uma onda terrível

E molhei-me todo e foi só
Da próxima vez
Escolho um jardim


Nenhum comentário:

Postar um comentário