Visitas

Derreteu-se o gelo no copo
Perdeu-se o beijo do corpo
Ficou tão pouco no peito
Nada mais é do nosso jeito

Não reina mais a cobiça
Do prazer alheio à preguiça
E a cozinha vazia...
Da nossa nudez faminta

Nunca mais se abriu um livro na estante
O que era história virou instante
Escrito e esquecido
À tinta extinta

Agora o pior dos domingos
Continua o pior dos domingos
Os sábados são fatais
E as feiras são todas iguais

Tocam a campainha
É madrugada
Seja lá quem for
Duas pedras de gelo no copo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário