Visitas

Sou desses que se compra fácil
Com qualquer beijo de cigarro
E álcool
Meu preço é baixo
Porque a vergonha é pouca
E a vida não tem tempo
De barganhar felicidade

Sou vira-lata de colo
Porque da rua já é meu coração
Qualquer olhar barato
De sedução de filme B
Me leva pra qualquer cama
A qualquer hora e qualquer lugar
Não escolho cenário nem roteiro
Pra me apaixonar

Não pergunte meu nome
Coisa que já esqueci
Me chame de qualquer coisa
Se te fizer enlouquecer

Me satisfaço com qualquer café
Que me sirva pela manhã
Coado sem arrependimento
Se o gosto é fraco
Esqueço seu endereço

Sou desses que ainda crê
Que o amor é livre
E não há nada que me prive
De preferir você

Porque bom mesmo
É ser o rejeitado
Que ama e desama a esmo

Amor cafajeste tem sempre um par
Amor de poesia precisa esperar...


Nenhum comentário:

Postar um comentário