Visitas

Sou ar que passa
E não para
Debaixo das asas
De quem paira

Sou ave que voa
E não para
Batendo as asas
Dispara

Sou água salgada
Mar aberto
Debaixo das aves
Rasante, tão perto

Sou gaivota
Que morre
No fundo
Do mar

Nenhum comentário:

Postar um comentário