Visitas

A madruga é dos solitários
Que falam sozinhos
Como a noite é das estrelas
Que brilham em seus cantinhos

Se desenhamos lá em cima
Tantas constelações
Cá embaixo não poderíamos
Ligar nossos corações?

Se as constelações são imaginárias
Por que haveriam nossas solidões
Ser de repente temporárias?

Esse silêncio noturno
Deveria ser oportuno
Para contigo poder conversar

Se as estrelas pudessem falar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário