Visitas

Ah, faz tanto tempo (assim?)
Que você fugia de mim
Não importava o quão cedo
Eu no ponto chegasse
Nunca era cedo o bastante
Para que você me esperasse

Fosse na ida fosse na volta
Mal via seu perfil na janela
Mas a placa eu decorei
ATE 4321
Nunca mais vou te ver

E o tempo passou de novo
Que faz o tempo senão passar?
E pegar-te e ao ônibus
Não foi mais preciso
A escola acabou
O recreio acabou
Acabou-se o primeiro amor

E o tempo passou 'inda mais
E um dia quis o mesmo tempo
Que na roça da vida
Onde crescemos e não nos amamos
Eu finalmente encontrasse
O ônibus a me esperar
Vazio, esquecido de nós

Aproximei-me e entrei
Acomodei-me e chorei
Nem o ônibus nem eu
Nunca mais sairíamos
Daquele lugar


Nenhum comentário:

Postar um comentário