Visitas

Mais fácil fosse
Falar teu nome
A escrevê-lo
Assim a ti
Como as palavras
O vento levaria embora
Ao passo que o peso
Da pesada prosa
Nem o tempo arrasta
Para fora
Por isso peço
Não me escreva cartas
Mas canta meu nome
Para que o vento me voe
Como voa a folha de outono:
Numa dança para a morte
Cor de âmbar-esquecimento


Nenhum comentário:

Postar um comentário