Visitas

Os amores são como flores
Oh, eu sei, a rima é velha
Como a moça na janela
Mas são assim, falo por mim

Há os que crescem e florescem
E pintam de todas as cores
E perfumam de todos os odores
E tem de mulher todos os nomes

Há os que morrem broto
Aqueles que não vingam
E são devorados por insetos
E fungos e ódios e voltam à terra

Então te digo, pequena
Se te encantares por única rosa
Ame-a profundamente e não a colhas;
Acolhe

Mas, enquanto não a encontrares,
Teu jardim é o mundo!
E, se te faltar o jardim, singra os mares

Porque estrelas do mar também são flores



Nenhum comentário:

Postar um comentário