Visitas

Ah, posto que não me queres
Não me espanta
O desencanto
Com que te beijo
Em outros cantos
De boca
E que censuras enciumada
Por outros cantos
De olho

Aposto que me queres
Sozinho enquanto ris
De mim ao lado de teus
Amores infantis
E falsos prazeres
Que ainda assim
Queria-os meus

Suposto encontro
De almas
Que se sabem
Mas não podem
Ou não querem...


Nenhum comentário:

Postar um comentário